Tesouro Direto: taxas de títulos públicos recuam nesta quinta-feira

Fala Pimentas, beleza?

Nesta quinta-feira as taxas de títulos públicos negociados via Tesouro Direto apresentam queda, após o presidente do Banco Central indicar que a crise poderá ter maior duração que o previsto e que a autoridade monetária poderá elevar as atuações no mercado de câmbio, se necessário.
“A crise pode ser mais longa e o desvio fiscal pode ser maior” afirmou o presidente do BC.

Questionado sobre qual seria o piso para a Selic, atualmente em 3% ao ano, o presidente do BC pontuou que o tema da redução dos juros básicos é dinâmico. Segundo ele, os países com dividas maiores geralmente encerram o processo de corte de juros com taxas “Um pouco maiores também” sinalizando que a situação atual do país pode ficar ainda muito pior e pode atrapalhar o momento de juros baixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *